quinta-feira, 30 de junho de 2011

ACORDEMOS





É sempre fácil examinar as consciências alheias, identificar os erros do
próximo, opinar em questões que não nos dizem respeito, indicar as
fraquezas dos semelhantes, educar os filhos dos vizinhos, reprovar as
deficiências dos companheiros, corrigir os defeitos dos outros, aconselhar
o caminho reto a quem passa, receitar paciência a quem sofre e retificar
as más qualidades de quem segue conosco.

Mas enquanto nos distraímos, em tais incursões a distância de nós mesmos,
não passamos de aprendizes que fogem, levianos, à verdade e à lição.

Enquanto nos ausentamos do estudo de nossas próprias necessidades,
olvidando a aplicação dos princípios superiores que abraçamos na fé viva,
somos simplesmente cegos do mundo interior relegados à treva...

Despertemos, a nós mesmos, acordemos nossas energias mais profundas para
que o ensinamento do Cristo não seja para nós uma benção que passa, sem
proveito à nossa vida, porque o infortúnio maior de todos, para a nossa
alma eterna é aquele que nos infelicita quando a graça do Alto passa por
nós em vão!...

André Luiz
De Caridade
Francisco Cândido Xavier
Espíritos Diversos

Colaboração: Fedhra Lissania
mar/2006

terça-feira, 28 de junho de 2011

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Nova Identidade Visual

Nossa nova identidade visual manteve
todos os elementos da original,
desenhada pelo espírito Hermes
em uma de nossas reuniões
há mais de 20 anos.

sábado, 18 de junho de 2011

Bom dia fraternos, como diz nosso amigo Erivan, hoje por e-mail ele nos enviou este texto
e achamos importante compartilhar.



Quando agimos como um urso......
O urso e a panela

Um grande urso, vagando pela floresta, percebeu que um acampamento estava vazio, foi até a fogueira, ardendo em brasas, e dela tirou um panelão de comida. Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo. Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Na verdade, era o calor da tina...

Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava. O urso nunca havia experimentado aquela sensação e, então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida. Começou a urrar muito alto. E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo. Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira, segurando a tina de comida. O urso tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na panela e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Moral: Quando terminei de ouvir esta história de um mestre, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos.
Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos momentos, que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir. Tenha a coragem e a visão que o urso não teve. Tire de seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder. Solte a panela!

Pense nisso...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

RECEITA CHINESA PARA VIVER MAIS


Um ocidental em visita à China ficou surpreso de ver a quantidade de velhos saudáveis e, curioso a respeito da milenar medicina chinesa, indagou a um experiente médico qual o segredo para se viver mais e melhor.
Ouviu do mesmo a sábia resposta:
"É muito simples. É só:
Comer a metade.
Andar o dobro.
E rir o triplo.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

BRINCAR DE VIVER





Quem me chamou
Quem vai querer voltar pro ninho
E redescobrir seu lugar
Pra retornar

E enfrentar o dia-a-dia
Reaprender a sonhar
Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não

Você verá que a emoção começa agora
Agora é brincar de viver
E não esquecer, ninguém é o centro do universo
Que assim é maior o prazer

Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não

E eu desejo amar todos que eu cruzar pelo meu caminho
Como eu sou feliz, eu quero ver feliz
Quem andar comigo, vem
Lá - lá - lá- lá - lá...

Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não.

Lá - lá - lá- lá - lá...

terça-feira, 7 de junho de 2011

MAPA DA FUJ - GOOGLE MAPS

PARA AUMENTAR ESTE MAPA CLIQUE  AQUI VEJA COMO CHEGAR LÁ




Atualmente, nas correspondências (Correios), a antiga Rua Um recebeu o nome de Rua Êxodo.

Estando em veículo próprio, você dispõe de duas maneiras para chegar ao espaço onde as reuniões públicas da FUJ são realizadas:


1 - DAFRA - Estrada Torquato Tapajós

Outra opção para chegar em nossa sede pode ser a partir da DAFRA (fábrica de motocicletas). 

A partir da Estrada Torquato Tapajós no sentido centro-bairro, ao chegar na DAFRA mantenha-se a 40Km de velocidade, no máximo, e dobre ao lado da fábrica, à direita. Imediatamente dobre à esquerda na primeira oportunidade, esta é a Rua Nossa Senhora de Fátima, siga até o final desta rua. Muita atenção ao chegar ao final da Rua Nossa Senhora de Fátima pois, no cruzamento, o movimento é intenso e os veículos passam em alta velocidade. Olhe bem com atenção e faça a travessia à esquerda e, imediatamente, entre na primeira rua à direita (Rua Campos Sales). Siga em frente e conte duas ruas à sua direita, na terceira você dobra e já estará na antiga Rua UM, atual Rua Êxodo. Você nos encontrará no Nº 54, ao lado do terreno da FUJ (em construção).


2 - DETRAN - Av. Monsenhor Pinto.

A partir da Estrada Torquato Tapajós no sentido centro-bairro, entre à direita para trafegar na Av. Monsenhor Pinto. Passe pelo grupo de lombadas atento aos aprendizes em seus carros de Auto-Escolas. Conte dois postos de combustíveis que estarão à sua direita, eles serão as suas referências. Ao passar a bola do retorno (rotatória), siga em frente. Mantenha a atenção, após 50 metros à sua esquerda há uma pequena passagem para retorno. Faça o retorno e conduza seu veículo imediatamente para a pista da direita. Passe devagar pela parada de ônibus e dobre à direita na primeira entrada (uma placa está indicando a Comunidade VISTA ALEGRE). Siga até o final desta rua onde deverá dobrar à direita. Mantenha-se nesta rua e poderá ver um muro azul claro (Calma! Você ainda não chegou!).  Continue em frente e na primeira oportunidade, dobre à esquerda, esta é a Rua Campos Sales. Passe 3 ruas que surgirão à sua esquerda e dobre à esquerda na 4ª rua.

Se você seguir rigorosamente esta explicação acima não terá como errar o caminho. É possível que a sua expressão seja:

        - Ufa! Enfim, cheguei.

Caso esteja acompanhado de "encarnados" haverá uma felicidade geral no interior do veículo e a expressão coletiva poderá ser:

         - Uau! Chegamos!

Em qualquer dos casos você sentirá o prazer da missão cumprida como bom e obediente motorista. Antecipadamente já estamos reconhecendo o seu esforço.

As nossas reuiões públicas estão sendo realizadas nas dependências da residência ao lado de nosso terreno (em obras), precisamente no número 54, gentilmente sedido por um fraterno casal da FUJ.



Agosto de 2011

31 de Março de 2012


Estando em veículo coletivo você dispõe desta opção mais simples (estudada por nossos fraternos) para chegar ao espaço onde as reuniões públicas da FUJ são realizadas:

3 - ÔNIBUS - 325

Você precisa estar atento quanto ao sentido da rota do ônibus: CENTRO-BAIRRO.

Os nossos fraternos estudaram a maneira mais simples de chegar à FUJ de ônibus, escolheram esta forma, embora existam várias opções.

Ônibus 325 - Passa no Centro (Av.Getulio Vargas - sentido Centro-Bairro). Ao chegar no bairro de Santa Etelvina peça ao motorista do coletivo (todos são muito gentis com os nossos fraternos) que permita a você saltar na Parada em frente ao Grupo Sucesso. Tanto na parada onde você descerá como nas imediações, todos conhecem a Comunidade Vista Alegre. Pergunte. Na eventualidade de você perguntar a um turista do bairro e ele não poder informar, seja ousado(a) e pergunte como chegar ao MORRO DO MACACO. É tão simples a partir deste ponto que decidimos contar com os moradores do bairro.

Não esqueça, nossos endereço é: Comunidade Vista Alegre ou Morro do Macaco. Rua Êxodo, nº 54, antiga Rua Um.

Caso prefira uma maneira ainda mais rápida (e segura - com capacete e tudo), temos um contato de Moto-Táxi. É só ligar para o Celular 9232-2788 (24H) e combinar com o Sr. Raimundo. Ele imediatamente providenciará para que você chegue em segurança ao local.

OBS: A casa onde estamos realizando as reuniões é a primeira casa a direita da Rua Êxodo. Você também poderá se informar melhor no nº 25, casa do Sr. Aldenor e D. Maria, eles são muito populares no entorno da FUJ. Todos os conhecem, são pioneiros no Bairro.

Com todas estas explicações, é possível que haja alguma dúvida. Neste caso, adicione a FUJ em seus contatos do MSN:

fuj@hotmail.com.br